O (teu) primeiro dia...

Ainda é transitoriamente: vais às manhãs, mas almoças e passas as tardes em casa...

E não vais sozinha, filha: esta semana os pais vão contigo e tens sempre os primos contigo!

Mas sim, chegou o teu primeiro dia no infantário... Vais ver que vais adorar: há lá tantos meninos e meninas para tu brincares, tantos brinquedos diferentes dos que tens em casa! Ah, e o páteo, filha, que escorrega tããããão fixe!

...

E se gostaste Meguita: correste, escorregaste, brincaste! Foi fixe, não foi? E a sala de brincar? As cadeirinhas, o cavalinho de brincar, a piscina das bolas...

E o bibe? Fica-te tão bem!... Até tem um bolso para a pêpê e tudo!

Vais adorar a escolinha, filha, vais ver!

...

E se me queixava que durante o dia raramente conseguia tirar tempo para fazer as minhas coisas, já estou cheio de saudades de quando só podia abrir o computador enquanto dormias...

Godspeed Meg!

(des)Apoio ao Cliente

- Cheio de vontade de escrever? Sim...

- Cheio de vontade de postar fotos? Sim...

- Irritado por o computador estar pela 2ª vez no arranjo no espaço de 3 meses (sendo que em cada vez que lá vai, fica lá 30 dias)? Sim...

- Irado pelo facto de o modem ADSL ter dado o berro, deixando-me à mercê da caridade de um qualquer vizinho (bendito seja...) e da sua rede wireless desprotegida? Sim, tanto...

- Orgulhoso pelo concertão dos Kaviar na Aula Magna? Tanto, mas tanto!

- Preparado para abrir os Xutos em Abrantes? Rock Yeah!

- Altamente expectante pelo 30º aniversário? Oooooooh yesssssssssss!

- Orgulhoso por apadrinhar o casamento da minha irmã, sendo o padrinho do meu (adorado) cunhado? Nem caibo em mim... (Às tantas é por causa disso que nos vamos atirar de um avião, tandem style...)


- Se é só sim, então porque é que não escreves?

Já disse que estou sem o meu computador e sem internet decente?

Raistaparta!

Soltas

- A Margarida já anda!

Andar, mesmo... Ainda com os braços no ar, para se equilibrar, mas, onde quer que a larguemos, zás!, aí vai ela (degraus incluídos)...

...E é fantástico! Temo-nos rido tanto, mas tanto... E andamos todos orgulhosos, claro. Sorte a nossa que a miúda é espectacular :)

(e o cabelinho dela já dá para fazer um totó atrás (ou dois) bem feitinho... está (lentamente, felizmente) a tornar-se uma mulherzita :) ahahhahah)


- O Papa vem a Portugal, vai daí, dia 13 de Maio os Kaviar vão dar um concerto na Aula Magna... Nada contra o senhor Ratzinger, só que o nosso salmo é mais o Rock'n'Roll...

Primeira parte dos A Silent Film, com a previsão (talvez optimista da minha parte) de que vão estar mais pessoas para nos ver do que para vê-los... Era bonito! :)

Ainda assim, uma adenda: dos meu top 3 de lugares para tocar em Portugal (Coliseu, Paredes de Coura e Aula Magna), a partir de quinta já só faltam 2!
Sou gajo para estar super-contente...


- Acaba amanhã o meu período de leccionação (estupendo verbo que conheci há pouco mais de 2 anos e ao qual ainda não me habituei, vá-se lá saber porquê...) na Escola de Cantanhede e os alunos que acabei de ter (11º ano) fizeram-me um diploma de agradecimento e levaram um bolo para comermos no fim da aula...

Insatisfeito profissionalmente? Epá, não me parece...
(o bolo estava muito bom!)


- Até mereceram ganhar o campeonato, sim senhor, mas, porra!, era preciso andar a buzinar até às duas da manhã? Cum caraças pá, só ganharam um (!) campeonato e há pessoas que se levantam às 7.30h da manhã e precisam de dormir... Irra! Ninguém cala o Benfica, fónix!


- Bora lá à Aula Magna ver o Kaviar a pregar o Rock'n'Roll?
Hell Yeah!

Despedida

Confesso que detesto despedidas. Não gosto! Ponto de Exclamação (reforçado)!

Não gostava de me despedir dos meus pais quando ia para Lisboa e ainda gosto menos quando venho para Aveiro. Daí tentar sempre ser o mais rápido possível aquando da partida. Já disse que não gosto de despedidas?

Não gosto de, quando revejo amigos e primos, ter que me despedir passado pouco tempo. É tanto o tempo que estamos afastados que quando estamos juntos só quero estar mais um bocado. É que, juro, é só mesmo mais um bocadinho... Não sei se já referi que detesto despedidas...

Mas estas despedidas têm uma coisa boa: são temporárias. Daqui a algum tempo vamos poder estar juntos, rir, falar, chorar e depois voltar a despedir-nos e reiniciar o ciclo.

A despedida de ontem é muito mais dolorosa porque é a última. Aquela que sabemos que não se vai repetir... E, por isso, dói incomensuravelmente mais! Ao menos foi uma despedida condigna, como se pedia.

A certa altura, já depois da cerimónia, em casa, a minha avó disse-me: "Sabes o que me custa mais? É que ainda só passou um dia e já estou cheia de saudades dele..."

Também nós, avó, também nós...

Refresh

Ao que parece, sou um totó!

Não que alguma vez tenha tido dúvidas (longe disso), mas enfim... Jackass, palerma, piço, (atenção aos mais susceptíveis que piço, no Ribatejo, é uma palavra banal, como as anteriores... Bem sei que para o Norte é uma palavra um pouco mais vernacular...) todos bons adjectivos que também se coadunam com o artista referido no que vou contar...

Pois parece que, 3 anos depois de ter este blog, me apercebi que era tãããããão fácil arranjar um layout diferente daqueles que o blogspot disponibiliza... Layouts super fixes e que são ultra-fáceis de adquirir e trocar...

Enfim, um grande artista português, pois com certeza (em minha desculpa, devo dizer que tenho uma costela espanhola)!

Pois não é que foi necessário a Lia pedir-me ajuda a fazer um blog para ela (novidades para breve, parece-me) e para lhe arranjar um layout diferente, porque não gostava de nenhum daqueles, para eu me dignar a procurar uns quantos e encontrar este, que, pelo menos para já, vai passar a ser a face do meu blog?

Depois do exorcismo (e consequente exposição) da minha palermice, resta o motivo deste post:

O blog tem cara lavada e uma (justa) homenagem à Primavera que começou e à minha Kombi, que adoro! Até um destes dias, assim ficará!

Siga a banda!

First Rays of the New Rising Sun

Vem o Sol, volta a alegria...

Voltam as passeatas, agora com uma caminhante semi-autónoma (na direcção :) os braços do adulto só larga raramente), sedenta de atenção e actividades atractivas - não só na rua, em casa também - (quase) sempre bem-disposta, a "falar" o que sabe, em toda e qualquer ocasião... O olá dela já é reconhecido por Aveiro fora :)

A Páscoa trouxe muito boa luz, logo grandes fotografias! A primeira ida ao Castelo de Abrantes, com os primos Falcão. O ganso, por seu lado, é que escusava de ter dado uma bicada à princesa... Vá lá, que foi de raspão! Fica o aviso :)

Avizinha-se uma ida a Lisboa, ao encontro dos Albertys e, principalmente, matar saudades do primo Lourenço, que já tem fotos na Torre Eiffel! Très bien!

Estou mais magro. Não muito, mas estou... Ao fim de uma escalada com a manutenção do declive positivo, até à estagnação, finalmente há uma inflexão! Continuo a achar que é mais uma coisa boa que a Margarida me traz! Se bem que, de vez em quando, sabe bem dormir mais um bocadinho... Só mais 5 minutinhos...

Decidi que vou mudar o dígito das dezenas da minha idade novamente... Já lá iam 10 anos de 2 e, sinceramente, parece-me que é hora de mudar... Extravagâncias... Coisa a fazer no espaço de 2 meses, mais coisa, menos coisa!

Por falar nos vintes, e em jeito de despedida, era difícil ter sido melhor! E nem vou entrar em grandes sentimentalismos: foram mesmo fixes os meus vintes!!!

Fotos da Meg...





1 ano

E, assim, de repente, um ano…

Nestas alturas compreende-se os nossos tios, avós, pais: “Como o tempo passa” diziam eles, e eu ria-me, cá de baixo, a pensar que era tudo conversa de velhos! “Bah, o tempo passa igual para eles e para mim, escusam de estar com este saudosismo bacoco…” poderá ter-me passado pela cabeça over and over again…

Mas, o que é verdade, é que o que é igual para eles e (agora) para mim é esse facto insofismável: como passou rápido este ano!

E que ano!

Assim de repente: nasceu a Margarida, casei-me com a mulher dos meus sonhos e moramos os três juntos num apartamento maravilhoso em Aveiro… Poderia pedir mais?

A cena linda é: não devia, mas sim, posso. Podia pedir 3 sobrinhos lindos, o Martim, o Francisco e o Lourenço (por ordem de nascença :) ). E tenho-os!

Não me querendo desviar do assunto deste post, o primeiro aniversário da princesa, tive, ainda, o privilégio de apadrinhar o casamento do meu amigo e primo João e da sua mais-que-tudo Joaninha, e de saber que vão ser pais durante 2010. O Luís e a Sara tiveram o Samuel, o Sérginho e a Ana tiveram a Maria Inês e os meus primos Mariana e Miguel tiveram o Francisco... E os Kaviar estão a ultimar o álbum, o primogénito tão esperado (Rock'n'Rollmente falando :))...

Mais? Sim, lá para Junho, quando fizer 30 e a minha mana e o Renato se casarem... Mas isso são contas de outro rosário...

Uff! Não é só, mas fico por aqui...

Voltando à princesa: O espectáculo dos espectáculos!

Já diz Olá e Papá! Continua super bem-disposta, felizmente, e a dormir à volta de 12 horas por dia :) Sim, 12… não foi erro tipográfico!

Há só uma coisa que me intriga: se enquanto gatinha (e andarilha – neologismo rock) já é o que é (gavetas, portas, máquinas, computador, cadeiras, tudo revirado!), como é que me podem dizer que quando ela andar é que é o terror? Eheheh, cá estaremos, com a serenidade do costume, à espera!

Que cresças minha filha… Que continues linda e a fazer-me (/nos)feliz(es), sempre até à eternidade.

Sim, porque é de amor eterno que se fala aqui!

É de olhar para a Margarida e ver amor: o amor com que foi feita, o amor com que foi recebida e o amor com que vai ser presenteada toda a vida.

Amo-te Margarida! Parabéns pelo teu primeiro aniversário filhota.

Fica uma das últimas fotos, bem representativa da boa-disposição desta Libelinha de segunda geração :)



Sapatinho

Serve o presente post só para dar sinal de vida e explicar que isto de ser Professor e ter uma vidinha santa foi chão que já deu uvas...

Um gajo trabalha que se farta, principalmente se for Director de Turma (que é o caso)...

Vai daí nem post comemorativo dos 10 meses da princesa (com fotos, que há-de chegar algures durante, hoje, ou amanhã, ou durante o fim-de-semana, sei lá!), nem do nascimento da Maria Inês, nem nada... É assim a vida...

Mas, enquanto vagueava pelo Público, descobri que o Senhor Antony Beevor, de quem já li o fantástico "A Queda de Berlim" lançou um livro sobre o Dia D (ver aqui). Ora, como alguns saberão, eu nasci 36 anos depois do Dia D e sou um fascinado da II Grande Guerra, vai daí, Senhor Pai Natal, não te esqueças de mim este ano, que fui um belo menino (e papá :) ).

Juntando à biografia do Hitler (para terminar a tríade, já que a do Mao e do Estaline já foram) e aos livros do Jamie Oliver (acho que são 3, com especial incidência no de comida italiana) que estão todos, lindinhos na Bertrand, acho que já disse tudo, não?

Mono

Cada vez que fico constipado e o nariz entope, fico com uma sensação tão desconfortável, que só é comparável a outra igualmente parva:
- Comer quando o nariz está entupido é tão mau como ouvir música em mono...

Otoverme

Morte aos Black Eyed Peas... Assim, sem margem para contemplações!

A música (?) nova que fizeram é de uma estirpe quase tão má como o assobio da Love Generation que andava aí há um ano ou dois...

O pior disto é que quando não queremos ver uma coisa, fechamos os olhos... Quando não queremos ouvir uma coisa, estamos lixados... Principalmente quando o leitor de mp3 tá sem bateria :(

Andarilho

Companheiro de longas horas, em que acelerava pelos salões e cozinha da adorada e saudosa casa de Abrantes e causador de duas marcas indeléveis na minha vida: na famosa queda das escadas, treze degraus (!) com direito a cabeçada no mármore cá em baixo, ficaram para sempre marcados no mindinho e anelar da mão direita os dentinhos que me despontavam na altura (cicatrizes bem visíveis) e a pancada que gente após gente, ano após ano, me atribui e pela qual eu, carinhosamente culpo o meu amigo andarilho...

E agora, que vejo a minha filha linda a divertir-se com esse (outro) companheiro, a descoberta da mobilidade, a "bolina" que de vez em quando lhe imprime, a faceta de carrinho de choque que ela e os primos lhe atribuem amiúde, a frustração quando chega ao tapete do corredor e não consegue andar mais e faz aquele chorinho, como que a dizer "pai, pai, não consigo sair daqui, ajuda-me!", traz-me de volta todas as memórias que não retenho... No fundo, faz-me pensar o quanto fui feliz quando tinha a idade que a minha filha tem...

Só por isto (e por tudo o resto), vale tanto a pena e faz-me tão feliz ser pai!

Oh, bendito dia em que a Margarida entrou na minha vida!

Obrigado Lia, Obrigado Margarida...

Venham os próximos :)

9 meses...

... e os primeiros já cá estão fora!

Lindo :)

Ciência (?)

Carlos Saleiro, avançado do Sporting, foi o primeiro bebé-proveta português.

É caso para presumir que só deve marcar em lances de laboratório...

Chuva - parte II

Saí há bocado para levar o lixo à rua... Levei guarda-chuva e cheguei todo encharcado na mesma...

Quanto mais chove, mais saudades tenho do deserto...

8 meses e meio

Agora que a princesa já tem tanto tempo de vida cá fora como a que teve no ventre, começa a despontar o primeiro dentinho (não tarda haverá foto a comprová-lo)... Ainda não gatinha, mas rasteja (Ranger!) e senta-se e aguenta por bom tempo... Chora quando não lhe damos atenção (enquanto jantamos, por exemplo) e brinca às escondidas durante o tempo que lhe apetece. Ah, e cada dia está mais linda...

Fotos (da máquina super-espectacularíssima-fantástica-nas-horas que foi prenda de casório :) ), aí vamos...













Into the great wide open...

Multilingue Aveirense

A senhora diz: "Bonjour monsieur Gendarme. Pour allez a le Forum, s'il vous plaît?"

O Polícia #1: "Primo a destra, siconda à sinistra."

A senhora: "Merci!"

O Polícia #1: "Prego!"

A senhora segue o seu caminho...

O Polícia #2: "És mesmo artista... Então viste que ela era francesa e respondeste-lhe em espanhol?"

Outono

Detesto chuva!

%&$#-se!!!

Movimento RAG

Há mais de 10 anos que utilizo a internet para comunicar: chat's, messenger, skype, tudo serve para "falar" com quem está (mais ou menos) perto ou longe... E sms's, bem, são diárias...

E confesso que, a certa altura, inebriado com a facilidade com que eliminava umas letras, fui tentado a utilizar k's em vez de qu's; que nunca escrevo "como é, está tudo?" em vez do rápido e informal "comé, tá tudo?"; o qq por vez do qualquer ou o td em vez de tudo são perfeitamente aceitáveis: pois que os utilizava quando tirava apontamentos nas aulas...

O que não compreendo (chega por vezes a irritar-me) é que se use o k em vez do q sem qualquer motivo de poupar nas letras, só porque sim (do género: kala-te pá!), que se use x em vez de ss's (este então faz-me descer aos infernos) e outras que tais que poderia estar aqui a lembrar-me (bastava ir ver trabalhos dos meus alunos do ano passado) - já agora: é "tá-se", de está-se, e não estásse o que deriva para táxe, ok?!?!!? Por amor da santa...

Serviram estas palavrinhas de introdução para um conceito que não aceito: o do tão propalado LOL.

Não gosto do LOL. Não sei se é por ter dificuldade em dizer alguns L's, se é por se ter tornado uma praga tão grande, que os putos hoje em dia utilizam-no em linguagem corrente, se pela generalização tão grande que sofreu que não tarda está no dicionário...

Só havia um motivo para gostar do LOL... Um... Quando o Costinha o escrevia no messenger e tinha um ícone engraçadíssimo às cores a que achei muita piada e que me fazia, esse sim, rir bastante...

Assim, inicio aqui (provavelmente para morrer também aqui) o movimento RAG (para os mais puritanos RÀG): em vez de Laughing Out Loud (LOL), Rir Às Gargalhadas... É portuga, significa o mesmo e, já agora, não me irrita tanto :)

Para além de que RAG pode ser dito RRRRRRRRRAG, assim, com a língua a bater no palato, à Louçã.

Digam lá: RRRRRRAG não é muito mais RRRRRRROCK?

Woodstock

No passado dia 15 de Agosto fez 40 anos que iniciou o festival de Woodstock. Não sendo o primeiro do género, continua a ser o festival mais lendário de toda a história.

Felizmente que, para comemorar estas efemérides, há sempre imagens, vídeos e gravações de arquivo que aparecem lá do fundo dos baús das editoras (que sempre aproveitam para fazer mais uns cobres nesta altura de vacas magras...).

Serve este post para celebrar, ligeiramente atrasado (o que são 3 semanas em 40 anos?) o festival em si, mas também para "avisar" que destas pérolas que saíram dos arquivos vieram dois álbuns fantásticos que fazem parte do meu quotidiano desde o referido 15/8/2009:

- Jefferson Airplane - The Woodstock Experience;

- Santana - The Woodstock Experience.

O Hendrix já tinha em cd e dvd. A Joplin e os outros que saíram já não me satisfazem como estes últimos... É que são mesmo, mesmo, mesmo bons! (Mesmo)

Fica a dica...